Exibido em: 29.11.2019
VEJA O VÍDEO

Júlio: Botelho é carta fora do baralho para as prefeituras de Cuiabá e VG

Conexão Poder

DA REDAÇÃO

Vice-presidente do Democratas no Estado, Júlio Campos comentou, em entrevista ao Conexão Poder, que o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM) é carta fora do baralho para as eleições em 2020.

Júlio afirma que realmente Botelho foi sondado para suceder a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM) e também para disputar a Prefeitura de Cuiabá, em 2020, mas ele não aceitou.

“É um grande nome. É o grande pacificador. Seria o ‘hours-concours’, aquele que quando se habilita todos os demais candidatos se retiram e o apoiam. O nome do deputado há muito venho falando, que seria o grande nome para ser o prefeito de Várzea Grande, porque é empresário de lá é filho da terra e de família tradicional de Várzea Grande. É político habilidoso, com currículo muito bom e muito equilibrado. Mas infelizmente ele não quer”, declarou Júlio.

Na entrevista, Júlio comenta que se o Democratas conseguisse emplacar Botelho para a candidatura a prefeito de Cuiabá ou de Várzea Grande certamente iria conseguir o apoio de vários outros partidos para fortalecer essa candidatura.

Em sua avaliação, Júlio comenta que o deputado teria outros planos.

“Eu acho que o deputado Botelho, nesse instante, está com pretensão outra. Não a Prefeitura de Várzea Grande, nem de Cuiabá. Eu acho que o deputado nesse tempo de sucessão é carta fora do baralho”, pontua, sem detalhar os planos de Botelho.

Nos bastidores políticos, os deputados afirmam que se surgir uma nova vaga de conselheiro do Tribunal de Contas, por indicação do Parlamento, o indicado deve ser Botelho.

Veja o vídeo:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja a entrevista na íntegra: