Exibido em: 14.09.2019
MORTE DE ALUNO BOMBEIRO

Juiz: Sentença de Ledur sai em 2020; é preciso cautela ao julgar tortura

Conexão Poder

DA REDAÇÃO

O juiz da 11ª Vara Militar de Cuiabá, Marcos Faleiros declarou, em entrevista ao Conexão Poder, que no primeiro semestre de 2020 deve dar a sentença do julgamento da tenente do Corpo de Bombeiros, Isadora Ledur, que é acusada de torturar em treinamento aquático e causar a morte do aluno Rodrigo Claro, em novembro de 2016.

Faleiros observa é preciso cautela quanto à acusação de tortura, já que os treinamentos militares costumam ser rigorosos e dependendo da situação, pode ser tida como maus-tratos.

 “É o que vai ser averiguado com exatidão, o liame entre o treinamento  militar e maus-tratos ou tortura, porque também há essa diferença de tortura e maus-tratos e tem que ser avaliado lá o nexo causal entre a situação da tortura e o falecimento dele. Todas essas questões serão avaliadas pelo conselho de Justiça”, declarou o juiz sobre a avaliação da conduta de um militar sobre o outro em treinamento.

O juiz rechaça ainda que há demora no julgamento, sendo o caso de 2016 e lembra que há processo de morte em treinamento militar, que já houve prescrição e até hoje não foi julgado.

Veja o vídeo