Exibido em: 12.03.2018

BANK OF AMERICA

""Governo assassinou Mato Grosso ao aceitar dolarização da dívida", diz vice do TCE

Em entrevista ao programa Conexão Poder, o conselheiro, Luiz Henrique Lima, vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado, afirmou que o acordo de dívida dolarizada, junto ao Bank Of América, firmado pelo ex-governador Silval Barbosa foi um ato que pode ser considerado criminoso, diante do impacto à economia de Mato Grosso. “O que fizeram num determinado período em Mato Grosso foi tentativa de assassinar o futuro. Foram decisões que trouxeram impacto gravíssimo. Hoje as gerações estão pagando caro por aquilo que foi feito”, declarou. A ação, segundo ele, à época não foi acompanhada pelo Tribunal de Contas, que atualmente conta com novo quadro de conselheiros, após cinco serem afastados na Operação Malebolge, em setembro de 2017. “Naquele momento não houve esse exame e o TCE não foi ouvido em nenhum momento. O Tribunal passou largo. Não deveria ter feito de jeito nenhum. Qualquer economista de primeiro período de faculdade sabe que as cotações oscilam e um contrato de 20 anos tem que ter uma trava". A dívida herdada do Governo anterior é de R$ 7 bilhões, valor referente a empréstimos contraídos com o BNDES e a Caixa Econômica Federal, para obras da Copa do Mundo. Desse total, cerca de R$ 1,7 bilhão está dolarizado.




Programas anteriores

+ Ver todos