Exibido em: 04.11.2017
GUERRA POLÍTICA

Emanuel age contra MT ao "travar" emenda de R$ 82 milhões para a Saúde

Em entrevista ao programa Conexão Poder, o secretário de Fazenda do Estado, Gustavo Oliveira definiu como abordagem política o fato do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB) travar a liberação de R$ 82 milhões em emendas parlamentares da bancada federal, ao colocar em dúvida o compromisso de investimento do Governo do Estado para equipar o novo Pronto-Socorro da Capital, que ainda está em construção. A proposta do Governo era usar o dinheiro para quitar repasses às unidades de Saúde no Estado. “Me parece uma abordagem um tanto quanto política do que apurada em fatos. Os fatos mostram que sem a presença do Estado não tinha novo Pronto-Socorro e a Saúde de Cuiabá estaria em colapso ainda maior”, argumentou o secretário afirmando que o Governo sempre honrou os compromissos com a Saúde da Capital. Oliveira lembrou que a maior parte da construção está sendo paga pelo Estado e criticou a defesa em priorizar a abertura de uma nova unidade em 2018, sem antes pagar as dívidas existentes.